Dados ruins dos EUA penalizam Europa

SÃO PAULO, 30 de setembro de 2009 - As bolsas europeias encerraram a quarta-feira em queda, pelo segundo dia consecutivo. Por mais uma vez, indicadores econômicos norte-americanos ruins impactaram no desempenho dos índices europeus.

O FTSE-100, de Londres, caiu 0,50%, aos 5.133 pontos; o DAX, de Frankfurt, perdeu 0,67%, aos 5.675 pontos; e o CAC-40, de Paris, recuou 0,49%, para 3.795 pontos. No mesmo sentido, as bolsas de Milão e Madri tiveram desvalorização de 0,39% e 0,78%, respectivamente; enquanto que a bolsa de Lisboa subiu 0,30%.

De acordo com a consultoria ADP, o setor privado dos Estados Unidos fechou 254 mil postos de trabalho em setembro quando comparado com o mês anterior. Este declínio foi o menor desde julho de 2008. No entanto, o número não agradou o mercado.

Já o nível da atividade manufatureira de Chicago (Pruchasing Managers Index) ficou em 46,1 pontos em setembro deste ano, abaixo dos 52 pontos esperados pelos analistas.

Diante disso, a melhora do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA foi ofuscada. A economia norte-americana reportou contração de 0,7% no segundo trimestre de 2009, na comparação com o primeiro trimestre (-6,4%).

(Redação - Agência IN)