Perfil muda com a retomada do crescimento

SÃO PAULO, 25 de setembro de 2009 - A pesquisa bimestral da TeleCheque, empresa especializada em verificação de crédito, sobre o perfil do inadimplente mostrou mudanças no perfil do consumidor que não honra suas dívidas. Segundo o estudo, a participação de pessoas com renda acima de quatro salários mínimos começa a cair. No início da crise, nos meses de setembro e outubro de 2008, a participação deste público foi de 52,7%. No último bimestre deste ano (julho e agosto), este índice caiu 3,6%, ficando em 50,8%.

Segundo o vice-presidente da Telecheque, José Antônio Praxedes Neto, a estimativa é de que esta participação continue em queda devido ao aumento das oportunidades no mercado de trabalho e acesso maior ao crédito, com juros menores.

Dentre os motivos que levaram o consumidor a ficar inadimplente, o desemprego e atraso salarial tiveram menor participação. Entre julho e agosto de 2008, a parcela do desemprego era de aproximadamente 5% e do atraso salarial 2%. No último bimestre deste ano (julho e agosto), a participação destes motivos caíram, respectivamente, para cerca de 3% e 1%.

As outras questões levantadas, o principal motivo do não cumprimento das dívidas é o descontrole financeiro, com 63,22% das respostas; 49,21% são casados; 44,09% estão empregados, além do aumento da parcela das mulheres que não honraram os compromissos (54,84%).

Os itens de produtos mais comprados no período foram: Vestuário (13,16%), Comércio Eletrônico (11,53%), Supermercados (9,79%) e Calçados (7,65%).

"Com as compras mais adequadas aos rendimentos, mais acesso a promoções e parcelamentos, a explicação para o descontrole financeiro se manter como o principal vilão da inadimplência é a grande participação de famílias com renda abaixo de R$ 2 mil no país. Suas compras estão sempre no limite dos seus ganhos e, por isso, quando um imprevisto acontece - doença, falecimentos, desemprego, entre outros - algum pagamento não é honrado para cobrir estas emergências", conclui Praxedes.

(Redação - Agência IN)