População aprova primeiros dias da Lei Antifumo

SÃO PAULO, 11 de agosto de 2009 - A Lei Antifumo entrou em vigor na última sexta-feira, 7, em todo o Estado de São Paulo. No primeiro final de semana sob a nova legislação, os cidadãos reconheceram a importância da nova regra e aprovaram a fiscalização dos agentes do Estado responsáveis por coibir o fumo em locais proibidos.

No bares e restaurantes, não foram só os clientes que gostaram da nova norma. Os funcionários dos bares e restaurantes, que inalavam grandes quantidades de fumaça todos os dias, agradeceram a medida. "Já retiramos todos os cinzeiros e todos os garçons estão com uniforme para conscientizar os clientes", afirma o gerente Regis Rodrigues.

De acordo com a diretora da Vigilância Sanitária, Maria Cristina Megid, a fiscalização será intensa nos próximos dias. "Por seis meses, teremos uma intensificação desse processo. Vamos continuar indo para as ruas, sete dias por semana e 24 horas [por dia]", disse. "Todo mundo vai colaborar muito com ela [lei antifumo] porque é muito desagradável você sair [de um estabelecimento] fedendo cigarro. É um ar muito pesado", afirma a estudante Gabriela Cavalcante.

Antes da lei entrar em vigor, o Governo de São Paulo realizou blitze educativas durante 90 dias e ofereceu orientação para os proprietários. Ao todo, cerca de dois mil agentes da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) e do PROCON-SP se alternam para fiscalizar os estabelecimentos do Estado.

(MLC - Agência IN)