IGP-M tem deflação de 0,68% na 1º prévia de agosto

SÃO PAULO, 11 de agosto de 2009 - O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) registrou deflação de 0,68% na primeira prévia de agosto, contra variação negativa de 0,23% no mesmo período do mês anterior, segundo informou hoje a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Dentre os componentes do indicador, o Índice de Preços por Atacado (IPA) teve variação de -1,09%, ante -0,48% um mês antes. A taxa para Bens Finais recuou de 0,34% para -1,02%. A maior contribuição para esta desaceleração teve origem no subgrupo alimentos processados, cuja taxa passou de 2,78% para -2,53%.

Para o grupo Bens Intermediários, a variação passou de &'8208;1,25% em julho, para &'8208;0,09%, em agosto. Vale destacar o subgrupo combustíveis e lubrificantes para a produção, cuja variação passou de -5,98% para 3,26%.

O índice referente a Matérias&'8208;Primas Brutas recuou de -0,35%, para -2,81. Os itens que mais contribuíram para o movimento foram: Minério de ferro (de -2,29% para -20,77%), soja (em grão) (de -1,44% para -5,97%) e aves (de 1,53% para -5,52%). No sentido contrário, destaque para: Café (em grão) (-5,34% para 0,46%), arroz (em casca) (-2,98% para 4,80%) e cana-de-açúcar (-0,92% para 0,45%).

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) recuou para 0,01% na primeira medição de agosto, contra 0,12% um mês antes. O movimento foi puxado pelo grupo Alimentação (de 0,14% para -0,48%). Com destaque para os itens: Laticínios (de 3,30% para 0,01%) e hortaliças e legumes (de -3,18% para -4,87%).

O último componente do IGP-M, Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) desacelerou para 0,30%, ante 0,49% na primeira medição de julho. O índice que monitora o custo da Mão-de&'8208;Obra variou 0,60% no primeiro decêndio de agosto, contra 0,83% no mesmo período do mês anterior. A taxa do índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços passou de 0,17% em julho, para 0,02%, em agosto.

(Redação - Agência IN)