BOLSA EUROPA-Índice encerra em queda por bancos e commodities

REUTERS

LONDRES - As bolsas de valores da Europa terminaram em queda nesta terça-feira, após dados econômicos dos Estados Unidos decepcionarem investidores. Papéis ligados a commodities e do setor bancário foram os que mais pressionaram o mercado.

O índice FSTEurofirst 300 , referência das principais ações europeias, caiu 1,31 por cento, para 932 pontos, registrando perdas pelo segundo dia consecutivo depois de atingir o maior patamar de fechamento em mais de nove meses na sexta-feira.

- Nós tivemos uma dupla de dados macroeconômicos que não agradou o mercado. As despesas trabalhistas e a produtividade nos Estados Unidos estão preocupando... elas simplesmente indicam que há restrições enormes ao consumidor, que supostamente deveria nos tirar disso (recessão). A indústria está apenas reduzindo custos em todo lugar...significa que a demanda final pode não ser forte o suficiente - disse Heino Ruland, estrategista da Ruland Research.

O segmento bancário registrou as maiores quedas dentro do FSTEurofirst 300. O Natixis afundou 17,7% após o banco BCPE ter informado ao órgão regulador do mercado francês AMF que não planeja retirar as ações do banco da bolsa.

Papéis ligados a commodities apresentaram oscilação negativa, conforme o petróleo recuava 2,4% e o cobre perdia 0,7% em meio a preocupações com a demanda.

A petrolífera BP retrocedeu 0,6%, enquanto Rio Tinto e BHP Billiton caíram 1,6 e 1,5%, respectivamente.

O custo unitário do trabalho nos Estados Unidos, referência para inflação e pressões de lucro monitorado de perto pelo Federal Reserve, encolheu 5,8%, maior declínio desdeo segundo trimestre de 2000. A produtividade do país fora do setor agrícola subiu no segundo trimestre no ritmo mais rápido em seis anos.

Investidores também se mostraram desanimados com a notícia de que os estoques no atacado dos EUA diminuíram 1,7% em junho - décima queda mensal consecutiva-, segundo o Departamento de Comércio.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 1,08%, a 4.671 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX recuou 2,44%, para 5.285 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 caiu 1,38%, para 3.456 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib cedeu 1,43%, para 21.268 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 teve desvalorização de 0,83%, a 10.831 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 perdeu 0,15%, a 7.481 pontos.