Pesquisa revela interesse na compra imóveis novos

SÃO PAULO, 10 de agosto de 2009 - Pesquisa realizada com os pré-credenciados para o Salão Imobilário São Paulo (SISP), que ocorre de 24 a 27 de setembro, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, aponta que cerca de 61% dos visitantes querem ir ao evento para comprar um imóvel residencial para uso próprio. Imóveis novos de 2 ou 3 dormitórios são os mais citados, com 22% e 13%, respectivamente. Porém imóveis usados com os mesmo números de dormitórios também estão na lista das ofertas procuradas.

Outro dado apontado pela pesquisa diz respeito ao valor do imóvel que o visitante pretende comprar. Aproximadamente 30% dos pré-credenciados estão interessados em imóveis em torno de R$ 100 mil a R$ 160 mil. Mais de 27% mostram interesse em imóveis de até R$ 100 mil, enquanto que pouco mais de 12% pretende comprar imóveis entre R$ 160 mil e R$ 220 mil.

"Com esse perfil de nossos visitantes notamos a sintonia do evento com o Programa Minha Casa, Minha Vida, do governo Federal, visto que nossos expositores estão se preparando para oferecer imóveis residenciais a partir de R$ 70 mil", comenta Eduardo Sanovicz, Diretor de Feiras da Reed Exhibitions Alcantara Machado. Destaca-se, ainda, que todas as regiões da capital paulista foram citadas, bem como a Grande São Paulo, litoral e interior.

De acordo com o Departamento de Economia e Estatística do Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo (Secovi-SP), em maio, o destaque ficou para o segmento de dois dormitórios, que registrou vendas de 2.320 unidades (57,9% das moradias comercializadas), com valor médio de R$ 144 mil. Empreendimentos localizados em bairros menos tradicionais, principalmente nas regiões Norte e Leste da cidade, apresentaram ótimos resultados. O nicho de três dormitórios, com participação sobre o total escoado de 21,0%, vendeu 841 unidades no mês.

(Maria de Lourdes Chagas - Agência IN)