Bolsas asiáticas sobem com otimismo por dados dos EUA

REUTERS

REUTERS - As bolsas de valores da Ásia terminaram em alta nesta segunda-feira, após dados de emprego melhores que o esperado nos Estados Unidos levantarem esperanças de que o país pode conduzir o mundo para fora da recessão. Contudo, as moedas asiáticas ficaram sob pressão com a volatilidade do dólar.

Relatório sobre mercado de trabalho nos Estados Unidos, divulgado na sexta-feira, mostrou menos demissões que o previsto em julho, além de uma queda surpreendente na taxa de desemprego.

O índice Nikkei, de Tóquio, subiu 1,08%, para 10.524 pontos, atingindo o maior patamar de fechamento em 10 meses. Investidores se mostraram encorajados pelos dados de emprego dos Estados Unidos e por notícias de que a Mitsubishi Chemical está em negociações para adquirir a Mitsubishi Rayon.

As encomendas de máquinas no Japão em junho subiram pela primeira vez em quatro meses, impulsionando as ações de companhias como a Komatsu . Contudo, fabricantes japoneses preveem a sexta queda trimestral consecutiva nas encomendas de julho a setembro deste ano.

Participantes do mercado disseram que os últimos números positivos reforçaram o otimismo do investidor sobre uma recuperação econômica no Japão e nos Estados Unidos, o que ajudou o Nikkei a avançar cerca de 50% frente à mínima atingida em março.

- A tendência para o mercado agora parece ser de continuar subindo de pouco em pouco, conforme as expectativas dos investidores de recuperação econômica. Mas o ritmo dos ganhos tem sido rápido, e eu sinto que mais e mais investidores estão cautelosos. Se notícias desanimadoras surgirem, como fracos dados econômicos ou revisões dos resultados para baixo, o mercado pode cair - disse Naoki Koga, gerente de fundos sênior da Toyota Asset Management.

Na Austrália, um aumento na demanda por financiamentos hipotecários em junho pelo nono mês consecutivo reiteraram a visão de que o fortalecimento do mercado imobiliário está liderando a recuperação econômica.

A bolsa de Sydney ganhou 0,11%, enquanto as ações da mineradora global Rio Tinto recuaram 3,3%.

O mercado de Taiwan avançou 0,21% e o de Hong Kong registrou alta de 2,72%.

O índice de Seul fechou em leve alta de 0,01%, mas Xangai perdeu 0,34%.

Às 7h40 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne as principais bolsas da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 0,72%, para 363 pontos.

O indicador saltou 78% desde que uma recuperação global dos mercados acionários começou em 9 de março.