Petróleo fecha em alta com dados animadores

Jornal do Brasil

DA REDAÇÃO - Os preços futuros do petróleo negociados nos Estados Unidos terminaram em alta nesta segunda-feira, quando os fortes dados sobre as vendas de moradias no país reativaram as esperanças de uma melhor demanda pelo produto. Conforme dados oficiais, as vendas de moradias novas no território americano aumentou 11% em junho, para uma taxa anualizada de 384 mil unidades.

O dólar atingiu o menor nível em mais de sete semanas em relação ao euro e o mercado acionário mostrou se mais forte, contribuindo também para dar suporte aos futuros do petróleo. Mas os ganhos foram limitados.

O otimismo pode ser moderado, de alguma maneira, pela aproximação da divulgação dos dados do PIB dos EUA na sexta-feira, que devem mostrar o quarto trimestre consecutivo de contração disse em nota o vice-presidente sênior da MF Global em Nova York, John Kilduff.

Em Nova York, o contrato setembro subiu US$ 0,33, ou 0,48%, para fechar cotado a US$ 68,38 o barril, o maior valor de fechamento desde que atingiu US$ 69,31 em 1º de julho. Em Londres, o setembro do Brent avançou US$ 0,49, ou 0,7%, para US$ 70,81 o barril.