Investimento estrangeiro deve fechar julho em US$ 1,6 bi

Agência Brasil

BRASÍLIA - O investimento estrangeiro direto (IED) está em US$ 1,3 bilhão em julho, até esta segunda-feira, e deve fechar o mês em US$ 1,6 bilhão, segundo o Banco Central (BC). Segundo o chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes, esse investimento no setor produtivo da economia seria de mais de US$ 2 bilhões neste mês se não fosse uma venda pulverizada (quando vários investidores podem participar da operação) de ações.

Lopes explicou que houve ingresso de dólares para a compra dessas ações, mas em seguida um acionistas tirou do país US$ 850 milhões. Essa operação foi da venda de ações da Visanet.

Em junho, o IED somou US$ 1,450 bilhão, e no primeiro semestre, US$ 12,648 bilhões. A previsão do BC é fechar o ano com US$ 25 bilhões de entrada desses recursos, contra mais de US$ 45 bilhões registrados no passado.

A redução é consequência dos efeitos da crise econômica internacional. "À medida que o tempo passa, esse quadro fica mais claro e se observa que os fundamentos são mais sólidos. Por isso, a tendência é atrair mais recursos. Isso não significa que venhamos a ter um crescimento tão expressivo quando comparado com 2008, um ano excepcional do ponto de vista do investimento direto. Mas, do ponto de vista da participação no total do investimento direto na economia global, certamente a nossa participação vai crescer expressivamente", disse Lopes.

Ele acrescentou que está sendo observado também "fluxos impressionantes" de aplicações em ações.

- Renda fixa também com fluxos bastante positivos - disse.

Em julho, até esta segunda-feira, houve ingresso de US$ 5,450 bilhões em ações negociadas no país, até agora o maior volume desde abril de 2008 (US$ 5,865 bilhões). Esse ingresso foi influenciado pela operação da Visanet.

Já em junho, houve retirada de US$ 65 de ações negociadas no país, a primeira saída desde fevereiro deste ano, quando foi registrada US$ 321 milhões.

No caso da renda fixa, em junho, o ingresso foi de US$ 1,708 bilhão em junho e de US$ 1,113 bilhão neste mês.