Vale estuda fazer oferta pela Mosaic, diz jornal

REUTERS

SÃO PAULO - A Vale, maior produtora de minério de ferro do mundo, avalia fazer uma oferta pela empresa de fertilizantes Mosaic, controlada pela gigante Cargill e pela IMC Global, noticiou o jornal Estado de S. Paulo nesta quinta-feira.

Procurada, a Vale informou que não comenta boatos. A Cargill não respondeu aos pedidos para que falasse sobre a reportagem.

O Estado de S. Paulo calcula que um eventual acordo com a Mosaic possa sair por US$ 25 bilhões, com base nas ações da empresa negociadas na bolsa de Nova York, incluindo um prêmio de US$ 5 bilhões pelo controle da companhia.

A Vale, depois de quase pagar US$ 90 bilhões em proposta que acabou não dando certo pela rival Xstrata há mais de um ano, teria agora como alvo aquisições menores, com ênfase particular no setor de fertilizantes. A Vale gastou US$ 850 milhões neste ano na compra de ativos de potássio na Argentina e no Canadá.

A Mosaic Co, com base em Minnesota, uma joint venture entre a Cargill e a IMC Global, é um importante produtora de fosfato utilizado em fertilizantes, assim como um grande produtora de potássio, com unidades em vários Estados americanos e no Canadá.