Ações da CIT despencam quase 80% com temores de concordata

REUTERS

REUTERS[ - As ações da debilitada financeira americana CIT despencavam nesta quinta-feira, pressionadas por temores crescentes sobre um potencial colapso do grupo após a empresa ter anunciado que as negociações com o governo para um resgate foram encerradas.

O anúncio feito na noite de quarta-feira veio após negociações de última hora com autoridades do Tesouro dos Estados Unidos que manifestaram preocupação com o agravamento da situação de liquidez da companhia de 101 anos de existência. A empresa concede empréstimos para centenas de milhares de empresas de pequeno e médio porte dos EUA.

- Isso vem como uma supresa enquanto pensávamos que a CIT tinha uma boa chance de conseguir apoio. Como resultado, esperamos que a empresa entre com pedido de concordada rapidamente - disseram em nota analistas da corretora Stifel Nicolaus.

Citando uma fonte próxima à companhia, a CNBC divulgou que a CIT está agora buscando um plano que provavelmente vai incluir um pedido de recuperação judicial na sexta-feira.

As ações da empresa afundavam quase 80%, para US$ 0,39, após as negociações terem sido suspensas na tarde da véspera. Representantes da companhia não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.

Se a CIT pedir concordata, vai se juntar a Lehman Brothers, Washington Mutual e outras grandes companhias financeiras dos EUA a entrar em colapso desde que a crise de crédito internacional se agravou em setembro passado.

Apesar da empresa afirmar que precisa de pelo menos US$ 2 bilhões em financiamento de resgate nas próximas 24 horas para não pedir concordata,.

- Acreditamos que o número está entre US$ 4 bilhões e US$ 6 bilhões, dificultando a entrada de fontes de recursos externos diante de tamanha recapitalização - acreveram analistas da CreditSights.