Índices europeus fecham em alta por bancos e tecnologia

REUTERS

LONDRES - As bolsas de valores da Europa terminaram em alta nesta quarta-feira após resultados melhores que o esperado do Goldman Sachs e da Intel alimentarem a confiança dos investidores. As ações do setor bancário registraram os maiores ganhos.

O índice FTSEurofirst 300, referência dos principais papéis europeus, avançou 2,64%, para 862 pontos.

- Parece estar havendo uma safra consistente de resultados melhores que o previsto com o Goldman e a Intel nos Estados Unidos. Há uma crescente convicção de que a recuperação está chegando e estamos deixando o pior para trás - disse Mike Lenhoff, estrategista da Brewin Dolphin.

O segmento bancário apresentou forte valorização, conforme um resultado acima das expectativas do Goldman Sachs na terça-feira ajudou a impulsionar as ações do setor.

O Barclays subiu 4,7%. Várias pessoas próximas ao assunto disseram que o banco está avaliando a venda dos negócios de private equity e se reunirá com parceiros de investimento nesta semana para discutir o medida.

HSBC, Banco Santander, Société Générale e Credit Suisse ganharam entre 3,9 e 4,4%.

Os papéis de tecnologia fecharam em território positivo, após o balanço trimestral e as projeções da gigante norte-americana Intel superarem as expectativas de Wall Street puxados por uma demanda melhor por computadores.

A ASML avançou 4,4%, depois do grupo ter previsto vendas no terceiro trimestre em torno de 450 milhões de euros, além de uma margem bruta de quase 30%.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 2,57%, a 4.346 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX ganhou 3,07%, para 4.928 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 subiu 2,9%, para 3.171 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib encerrou em alta de 3,68%, a 19.130 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 avançou 2,82%, para 9.905 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 subiu 1,61%, para 7.193 pontos.