Índice de atividade em NY atinge maior nível desde abril de 2008

REUTERS

NY - O decadente setor manufatureiro do Estado de Nova York quase saiu do território negativo em julho, registrando a maior leitura em mais de um ano, com as novas encomendas aumentando, informou o Federal Reserve de Nova York nesta quarta-feira.

O índice Empire State do Fed de Nova York passou para menos 0,55 em julho, ante menos 9,41 em junho.

O resultado de julho foi o mais forte desde abril de 2008, a última vez que o registro foi positivo, ficando em 0,81. A leitura também superou as expectativas dos economistas de menos 5,0, baseadas em uma pesquisa feita pela Reuters.

O indicador de novas encomendas saltou para 5,89, ante menos 8,15 em junho, atingindo o maior nível desde dezembro de 2007.

A melhora veio do comportamento do índice de estoques, que passou para menos 36,46 - mínima recorde, de acordo com o Fed de Nova York. Em junho, o indicador já havia ficado negativo em 25,29.

Economistas esperavam que uma forte queda nos estoques levasse a uma recuperação na produção e que possivelmente ajudasse a tirar a economia dos Estados Unidos da pior recessão em décadas.

Em relação à inflação, os preços pagos saltaram para 10,42 ante menos 5,75, máxima desde novembro de 2008.

O índice Empire State foi criado em julho de 2001 e é um dos primeiros indicadores mensais sobre as condições manufatureiras dos EUA.