Mais de 8 mil empresas faliram nos últimos 6 meses

SÃO PAULO, 8 de julho de 2009 - Mais de 8 mil empresas faliram no Japão durante os seis primeiros meses deste ano, por causa das dificuldades de financiamento no setor de construção e queda da atividade entre os terceirizados da indústria, segundo estudo publicado hoje pelo Instituto Tokyo Shoko Research.

O número de companhias que quebraram por dívidas de pelo menos 10 milhões de ienes (cerca de US$ 105 mil) foi de 8,169 mil no primeiro semestre do ano, 8,2% a mais que no mesmo período de 2008.

As dívidas dessas companhias aumentaram 47,3% em relação ao ano anterior e alcançaram 4,69 trilhões de ienes.

Somente em junho, 1,422 mil companhias quebraram, 18,2% a mais que em maio, e a pior taxa mensal desde junho de 2002, quando fecharam 1,439 mil empresas.

Apesar dos resultados das grandes empresas, como as montadoras, estarem melhorando, as companhias menores continuam atravessando grandes dificuldades e dependem da ajuda governamental em forma de garantias de crédito, indica o texto.

(Redação com agências internacionais - Agência IN)