Descoberta do pré-sal levou Petrobras a reavaliar terreno de Itaguaí

Agência Brasil

BRASÍLIA - A Petrobras informou à Agência Brasil que o terreno de que dispõe em Itaguaí foi comprado com o objetivo de construir um polo gás-químico, que acabou sendo instalado ao lado da Refinaria Duque de Caxias (Reduc), na Baixada Fluminense.

A descoberta do pré-sal levou a Petrobras a reavaliar o uso do terreno, que poderá se transformar em uma base para armazenamento, mistura ñblendí e transporte de petróleo para exportação.

Segundo a estatal, além de apoio ao pré-sal no armazenamento de água, diesel, tubos e outras necessidades operacionais decorrentes da atividade de exploração, a área poderá servir como base para exportação ou encaminhamento ao mercado interno de resinas sólidas do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), em fase de construção. Poderiam passar por ali o polietileno e o polipropileno que não vierem a ser comercializados no mercado do Rio.