Ibovespa desvaloriza 2,30% com mau humor externo

SÃO PAULO, 7 de julho de 2009 - Com as sinalizações de que a economia mundial vai demorar mais tempo para se recuperar, os investidores agiram com cautela nas principais bolsas mundiais. Para piorar o ambiente, o início da temporada de balanços corporativos do segundo trimestre nos Estados Unidos traz mais dúvidas sobre a situação da economia no país.

"O início da temporada de balanços está atrapalhando o humor dos investidores, uma vez que os números podem vir piores do que o imaginado pelo mercado", considera Hersz Ferman, economista da Um Investimentos.

No mercado acionário brasileiro, o Ibovespa acompanhou o movimento externo e terminou pela quarta sessão consecutiva em terreno negativo. Ao final dos negócios, o principal índice da bolsa brasileira marcou desvalorização de 2,30%, aos 49.456 pontos. O giro financeiro da bolsa ficou em R$ 5,44 bilhões.

"Os investidores estão com pé atrás para comprar ações na bolsa brasileira e preferem esperar por notícias melhores para colocar dinheiro no mercado acionário", complementa Ferman.

Dentre os destaques de hoje ficaram as ações da Vale. Ontem, a mineradora informou que pretende ofertar no mercado de capitais global duas séries de notas com vencimento em 2012 (Série VALE-2012 e Série VALE.P-2012), por meio de sua subsidiária integral Vale Capital II.

"A operação da Vale gera dúvidas sobre o caixa da empresa, e questões também em torno da utilização do recurso", destacou o economista da Um Investimentos. No final dos negócios, os papéis ordinários da mineradora brasileira recuaram 5%, enquanto que os preferenciais desvalorizaram 5,54%, para R$ 31,89 e R$ 27,75, respectivamente.

Já a Gerdau demitiu 300 funcionários desde maio deste ano, de acordo com o Sindicado dos Metalúrgicos de Charqueadas, Rio Grande do Sul. Até o momento, a Gerdau não confirmou a informação. As ações preferenciais da siderúrgica terminaram com queda de 3,55%, cotadas a R$ 19,25.

No âmbito corporativo, o mercado acompanhou os dados sobre a indústria brasileira. A utilização da capacidade instalada (UCI) na indústria de transformação passou de 79,4% em abril para 79,8% em maio, apontou a Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília.

No final do pregão, as ações preferenciais da GOL lideraram os ganhos do Ibovespa (+5,58%), seguida pelas ordinárias da Rossi Residencial (+1,73%) e preferenciais da Cesp (+1,63%). Em contrapartida, Bradespar PN liderou as perdas (-5,57%), seguida pelas ordinárias da Redecard (-5,54%) e ordinárias das Sabesp (-4,71%).

(Déborah Costa - Agência IN)