Produção cresce em 8 das 14 regiões monitoradas

SÃO PAULO, 6 de julho de 2009 - Em maio deste ano, a produção industrial brasileira cresceu em 8 das 14 regiões monitoradas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na comparação com o mês anterior, segundo dados divulgados hoje. Os Estados do Amazonas (11,7%) e Bahia apresentaram as maiores elevações (7,5%).

Também apresentaram variação acima da média nacional (1,3%): São Paulo (2,4%), região Nordeste (1,8%) e Minas Gerais (1,4%). Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro (todos com 0,6%), cresceram em ritmo mais moderado e Pernambuco (0,0%) manteve o mesmo patamar do mês anterior. Espírito Santo (-0,6%), Goiás (-1,2%), Paraná (-4,1%), Ceará (-4,3%) e Pará (-5,6%) tiveram retração.

Já na comparação com maio de 2008, todas as regiões recuaram. Com destaque para São Paulo (-11,6%), Paraná (-11,9%), Bahia (-12,3%), Pará (-14,1%), Minas Gerais (-20,0%) e Espírito Santo (-29,0%) que caíram acima da média nacional (-11,3%). As demais taxas negativas variaram de - 4,8% em Goiás a -11,1% na região Nordeste.

No acumulado dos cinco primeiro meses do ano, o recuo também é generalizado. As retrações acima da média nacional (-13,9%) foram registradas no Espírito Santo (-30,1%), Minas Gerais (-22,8%), Amazonas (-17,8%), Rio Grande do Sul e São Paulo (ambos com -14,6%) e Santa Catarina (-14,1%).

(Redação - Agência IN)