Preço da cesta básica tem alta moderada na maioria das capitais

SÃO PAULO, 6 de julho de 2009 - Os preços dos produtos alimentícios essenciais registram alta moderada no mês passado em 12 das 17 capitais onde o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio-Econômicos (Dieese) realiza mensalmente a Pesquisa Nacional da Cesta Básica.

Conforme o levantamento, o custo do conjunto de gêneros essenciais de produtos consumidos pelo brasileiro subiu na cidade de Aracaju 4,47% a R$ 176,35. Em Fortaleza, o aumento verificado foi de 1,80%, a R$ 188,67; Florianópolis (1,53%, a R$ 217,46); Curitiba (1,04%, a R$ 213,52); Belo Horizonte (0,97%, a R$ 218,18); Vitória (0,82%, a R$ 227,30); Belém (0,35%, a R$ 201,60); São Paulo (0,33%, a R$ 228,10); Salvador (0,19%, a R$ 199,01).

Já em Porto Alegre o aumento foi de 0,09%, a R$ 243,66; Manaus (0,07%, a R$ 213,82); Goiânia (0,07%, a R$ 212,82).

Em Natal houve queda no preço de 0,12%, a R$ 200,91. Já no Rio de Janeiro a queda verificada foi de 0,37%, a R$ 220,20; Recife o recuo foi de 0,45%, a R$ 190,93; João Pessoa teve queda de 0,90%, a R$ 187,30; e em Brasília o preço caiu 2,28% a R$ 216,29.

(Maria de Lourdes Chagas - Agência IN)