GM deve receber US$ 20 bi finais dos EUA ainda em 2009

REUTERS

NOVA YORK - Uma General Motors (GM) já reestruturada irá receber os US$ 20 bilhões restantes do financiamento do governo dos Estados Unidos ao longo do segundo semestre deste ano e pode estar preparada para fazer sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) já no começo de 2010.

O chefe da força-tarefas para a indústria automotiva do governo dos EUA, Steven Rattner, disse nesta segunda-feira que está confiante de que a decisão de domingo do juiz de falências que permitiu a venda dos principais ativos da montadora à "Nova GM" irá resistir a recursos judiciais.

A decisão deve abrir o caminho para que a empresa saia da concordata nas próximas semanas e irá permitir com que o Tesouro dos EUA foque em se desfazer de sua participação na montadora, afirmou Rattner. O juiz de falências paralisou a venda por quatro dias, abrindo a possibilidade de apelações.

Rattner, que já trabalhou com bancos de investimentos, afirmou que um IPO para permitir que o governo dos EUA venda parte de sua fatia na GM precisará de um mercado de ações "robusto" para ter sucesso.

- Creio que isso seja em algum momento do ano que vem - disse. - Eu gostaria de acreditar e espero que seja na primeira metade do ano que vem, mas eu não quero fazer nenhuma previsão específica.

Até agora, a GM recebeu cerca de US$ 10 bilhões a US$ 11 bilhões em financiamento do governo para a concordata, segundo Rattner.

- Queremos que possam passar o dia todo sem ficar de olho no balanço bancário e se preocupando se o cheque vai passar ou não - disse.