Governo italiano adota plano anticrise de US$ 2,8 bi

Agência AFP

ROMA - O governo italiano de Silvio Berlusconi adotou nesta sexta-feira um pacote de medidas contra a crise econômica de 2 bilhões de euros (US$ 2,8 bilhões).

A medida mais importante do plano prevê a eliminação parcial do imposto sobre o lucro das empresas, mas com a condição de que o tributo pago seja de novo investido.

Igualmente dispõe uma redução do preço do gás às empresas e famílias. O plano custará dois bilhões de euros ao ministério da Fazenda entre gastos novos e redução de impostos.

O plano de reativação econômica estabelece 190 milhões de euros para quem perdeu o emprego e isenta de impostos a população afetada pelo terremoto de 6 de abril na região de L'Aquila, centro da Itália, que deixou 300 mortos e milhares de pessoas sem seus lares.

Também reembolsa em até 70% do valor nominal os proprietários de ações até janeiro de 2009 da ex-companhia de aviação nacional Alitalia.

O último plano anticrise adotado pelo governo italiano foi adotado em novembro de 2008 para ajudar os bancos italianos atingidos pela crise financeira.