Air France-KLM pode cortar mais 3 mil postos de trabalho

REUTERS

REUTERS - A Air France-KLM, maior companhia aérea da Europa, pode precisar cortar mais 3 mil vagas por meio da redução natural de postos de trabalho, afirmou o presidente-executivo da empresa, Pierre-Henri Gourgeon, nesta sexta-feira.

Solicitado para comentar sobre uma matéria publicada no jornal francês Le Parisien, que afirma a Air France planeja reduzir mais 3 mil empregos, Gourgeon disse à rádio RTL: "pode ser dessa ordem. Para uma companhia de 100 mil pessoas, é uma redução de 2% a 3%. É o que aconteceu no ano passado. É nossa meta e está baseada em saídas naturais", explicou ele.

Em abril, a Air France-KLM informou que pretendia cortar de 2,5 mil a 3 mil vagas nos próximos dois anos financeiros.

Gourgeon não confirmou se a companhia aérea franco-holandesa também está considerando dispensas temporárias para se ajustar ao declínio econômico global.

"Nós estamos revisando todas as opções. Eu não tenho nada específico para confirmar sobre esse assunto. Eu não sei", disse ele, acrescentando que a projeção econômica é incerta.