Copom reduz projeção de alta na conta de energia elétrica

Agência Brasil

BRASÍLIA - O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central reduziu a projeção para o reajuste da tarifa de eletricidade de 6,3% para 4,7% neste ano. A informação consta da ata da última reunião do comitê.

Para a telefonia fixa, foi mantida a previsão de aumento das tarifas de 5%, assim como não foi alterada a estimativa de que não haverá reajustes para o botijão de gás e da gasolina, neste ano.

No caso dos preços administrados em 2009, o comitê reduziu a previsão de reajuste de 5% para 4,8%. Esse conjunto de preços, de acordo com os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), correspondeu a 29,55% do total do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de maio. Para 2010, a projeção foi reduzida de 4,8% para 4,5%.

Os preços administrados são os valores cobrados por serviços monitorados: combustíveis, energia elétrica, telefonia, medicamentos, água, educação, saneamento, transporte urbano coletivo e outros.