Taxas futuras de juros recuam à espera de ata do Copom

REUTERS

JB ONLINE - Os contratos futuros de juros davam continuidade à trajetória de baixa nesta quarta-feira, véspera da divulgação da ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). A queda nas taxas dos Treasuries também servia como pano de fundo para o recuo nos DIs.

Às 10h38, o Depósito Interfinanceiro (DI) janeiro de 2010 indicava 8,9% ao ano, frente a 8,91% no fechamento e 8,93% no ajuste da véspera. Janeiro de 2011 estava em 9,89%, ante 9,92% no encerramento e 9,94% no ajuste anterior.

Na visão do gestor de renda fixa da Infinity Asset Management, Sávio Borba, o movimento de redução dos prêmios implícitos nos contratos com vencimento ao longo de 2010 deve permanecer enquanto o mercado aguarda a ata do Copom.

"Esses contratos contemplavam altas expressivas de juros com a visão de recuperação mais rápida da economia devido aos últimos dados menos negativos do PIB", observou o gestor.

O Copom frustrou parte dessas expectativas ao cortar a Selic em 1 ponto percentual na semana passada. E as vendas no varejo brasileiro em abril, abaixo do previsto, acabaram reiterando a visão de que a economia pode não estar tão firme.

No caso dos DIs mais curtos, os contratos estão sem grandes movimentações, segundo Savoia, acompanhando o resultado do IPC da Fipe.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da capital paulista subiu 0,19% na segunda quadrissemana de junho, ante avanço de 0,23% na primeira.

Leilões do Tesouro

Nesta quarta-feira, o Tesouro Nacional realiza a segunda etapa do leilão de NTN-B (papel indexado ao IPCA), em que ofertará até 1 milhão de títulos do Grupo 1 (vencimento em 15 de novembro de 2011, 15 de agosto de 2014 e 15 de agosto de 2020) e até 3 milhões do Grupo 2 (15 de agosto de 2024, 15 de maio de 2035 e 15 de maio de 2045).

A operação ocorre das 12h às 13h, com liquidação na quinta-feira e pagamento feito com outros títulos do Tesouro.

O Tesouro também faz nesta sessão resgate antecipado de até 458 mil NTN-B, distribuídos em três vencimentos: até 135 mil para agosto de 2024, até 129 mil para maio de 2035 e até 194 mil para maio de 2045. A operação ocorre também das 12h às 13h, com resultado a partir das 14h30. A liquidação ocorre na quinta-feira.