Ásia: Tóquio alcança maior nível em 7 meses

REUTERS

HONG KONG - A bolsa de Tóquio encerrou em alta de 0,75% nesta sexta-feira, atingindo o maior nível em sete meses depois que dados mostraram que a produção industrial do Japão subiu 5,2% em abril, maior ganho percentual desde 1953.

O dado de produção japonês ficou bem acima do esperado pelo mercado e marca o segundo ganho mensal consecutivo em meio a um processo de recomposição de estoques depois da acentuada redução de inventários ocorrida no final do ano passado.

Apesar disso, a produção ainda é menos de dois terços do que foi no mesmo período do ano passado e ainda não está claro se isso indica uma recuperação sustentada da demanda do consumidor.

Às 7h25 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne as bolsas asiáticas com exceção do Japão subia 1,78%, para 320 pontos, marcando maior patamar desde início de outubro. O indicador caminha para encerrar o terceiro mês consecutivo de ganho percentual de dois dígitos.

A Ásia continua a liderar o rali global por ações que começou em 9 de março. O MSCI subiu 52% desde essa data, enquanto o indicador mundial de ações acumula ganho de 34%.

- Ganhos em commodities refletem a contínua recuperação no cenário de demanda em relação ao colapso do Lehman Brothers, que havia disparado preocupações de surgimento de uma depressão- Dariusz Kowalsczyk, estrategista-chefe de investimentos da SJS Markets, em Hong Kong.

- O cenário de médio prazo continua positivo para commodities e outros ativos de risco maior, uma vez que continuamos a esperar que o Produto Interno Bruto dos Estados Unidos comece a crescer no terceiro trimestre e várias importantes economias da Ásia já neste segundo trimestre- disse ele em relatório.

A bolsa de Hong Kong encerrou em alta de 1,6%, Taiwan subiu 3,1%, Seul teve ganho de 0,27% e Xangai registrou valorização de 1,71%.

Enquanto isso, Sydney fechou valorizada em 1,66% e Cingapura apontou ganho de 1,57%.