Sarney se desculpa por recebimento de auxílio-moradia

SÃO PAULO, 28 de maio de 2009 - O presidente do Senado, José Sarney, pediu desculpas por ter informado que não recebia auxílio-moradia. O ex-presidente da República disse aos jornalistas que aguardavam sua chegada ao Congresso, que desconhecia que recebia da Casa este auxílio.

"Eu nunca pedi auxílio-moradia e, por um equívoco, a partir de 2008, segundo me informaram, realmente estavam depositando na minha conta auxílio-moradia. Mas eu já mandei dizer que retirassem, porque eu nunca requeri isso e tinha a impressão de que não estava recebendo esse auxilio. Portanto, dei uma informação errada e peço desculpas", afirmou o presidente do Senado.

Segundo a Agência Senado, Sarney se referia a uma reportagem publicada na imprensa pauista que afirma, além dele, que tem residência própria em Brasília, três outros senadores -João Pedro (PT-AM), Cícero Lucena (PSDB-PB) e Gilberto Gollner (DEM-MT) -, que moram em apartamentos funcionais, recebem o auxílio, equivalente a R$ 3,8 mil.

Depois de se desculpar com a imprensa, Sarney disse que, naturalmente, haverá, a partir de agora, maior controle com relação a isso. "Eu, que estou há 30 e tantos anos aqui, nunca requeri auxílio-moradia e tinha a impressão que não o recebia. Como é que eu ia dizer a vocês que não estava recebendo se eu não tivesse essa convicção? Esse é mais um motivo para que coloquemos a Fundação Getulio Vargas a examinar as coisas aqui dentro da Casa, para que isso não possa acontecer", disse.

(Redação - InvestNews)