IGP-M segue em queda em maio pelo terceiro mês seguido

Rádio das Nações Unidas

SÃO PAULO - O Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) registrou variação negativa pelo terceiro mês consecutivo em maio, surpreendendo o mercado que esperava um retorno de taxas positivas neste mês.

O indicador caiu 0,07% em maio, após recuar 0,15% em abril, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quinta-feira.

Analistas consultados pela Reuters previam uma inflação de 0,09%, segundo a mediana de 30 respostas que variaram de estabilidade a alta de 0,17%.

Entre os componentes do IGP-M, o Índice de Preços por Atacado (IPA) declinou 0,30% em maio, seguindo a queda de 0,44% em abril.

O IPA agrícola passou de alta de 0,84% no mês passado para 0,24% neste. Já o IPA industrial diminuiu o ritmo da queda, para 0,48% em maio, ante declínio de 0,85% em abril.

As principais quedas individuais de preços no atacado vieram de laranja, ovos, minério de ferro, mamão e uva. Já as pressões individuais de alta foram de soja em grão, milho em grão, batata-inglesa, leite in natura e benzeno.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,42% em maio, ante elevação de 0,58% em abril. Os custos do grupo Alimentação declinaram, em 0,19%, neste mês, depois de subirem 1,13% no anterior.

As principais quedas individuais no varejo foram de mamão papaia, manga, gasolina, alface e melancia.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) teve alta de 0,25% em maio, ante variação negativa de 0,01% em abril.

No ano, o IGP-M acumula queda de 1,14%, e nos últimos 12 meses tem alta de 3,64%.