Governo pode ser dono de 72,5% da GM

SÃO PAULO, 28 de maio de 2009 - O governo dos Estados Unidos será dono de 72,5% do capital da "nova General Motors", sob uma proposta de pedido de concordata, segundo informações entregues nesta quinta-feira à entidade que regula a bolsa - Securities and Exchange Commission (SEC). O restante da composição acionária da nova empresa se dará da seguinte forma: 17,5% para a nova Associação Beneficiária dos Empregados Voluntários (VEBA) e 10% para a antiga GM.

A montadora afirma que o Departamento do Tesouro norte-americano aprovou o plano para a criação de uma nova empresa que compre os ativos do grupo e que os acionistas que haviam rejeitado uma proposta anterior apóiam os termos econômicos do novo plano.

A proposta destaca que Tesouro informou à montadora que se a GM decidir buscar a proteção da lei de falências dos Estados Unidos e receber a aprovação do tribunal de falências para a venda de praticamente todos seus ativos ao Tesouro americano, antecipa que a nova empresa apoiada pelo Tesouro norte-americano (New GM) aceitaria adquirir tais ativos.

(Redação com agências internacionais - InvestNews)