GM anuncia fracasso da reestruturação da dívida

Agência AFP

WASHINGTON - A gigante automotiva General Motors (GM) anunciou nesta quarta-feira o fracasso da reestruturação de sua dívida obrigatória, que recebeu, segundo a montadora, um apoio dos credores "significativamente menor" que o esperado.

O grupo não alcançou o objetivo que havia fixado de obter a aprovação de 90% dos credores para o plano de troca da dívida por ações, o que aprofunda ainda mais a delicada situação da empresa e deve levar a ex-líder mundial a declarar concordata e recorrer à lei de falências antes de 1º de junho.

A operação previa a transformação de 27 bilhões de dólares de dívida em ações comuns. A GM já alertara que pediria concordata se menos de 90% dos acionistas apoiassem o plano de reestruturação financeira.