Empréstimos prejudicam índices dos EUA

SÃO PAULO, 27 de maio de 2009 - Os principais índices norte-americanos encerraram em baixa, devido a um aumento nos custos dos empréstimos de longo prazo, que aumentou os receios de que as tentativas do governo de reduzir as taxas de juros fracassem.

O índice Dow Jones caiu 2,05%, aos 8.300 pontos. O S&P 500 recuou 1,90%, aos 893 pontos. O índice Nasdaq perdeu 1,11%, para 1.731 pontos.

O número de solicitações de empréstimos hipotecários apresentou queda de 14,2% na semana encerrada dia 22 de maio, ante o mesmo período da semana anterior. Quando comparado com o mesmo período da semana anterior o índice sofreu decréscimo de 13,8%.

O Wells Fargo caiu 6,12%, para US$ 24,08, e o U.S. Bancorp perdeu 5,67%, para US$ 17,96, depois que o Federal Deposit Insurance Corp (FDIC) anunciou que o número de bancos ´problemáticos´ disparou para o maior nível em 15 anos.

A Monsanto recuou 6,30%, para US$ 79,88, após revelar que os lucros de 2009 serão menores previstos. Uma das maiores fabricantes mundiais de insumos agrícolas, a empresa anunciou que espera lucro por ação fique em US$ 4,40. No segundo trimestre fiscal de 2009, a Monsanto obteve lucro líquido de US$ 1,09 bilhão (US$ 1,97 por ação), redução de 2,6% frente ao mesmo período do ano anterior.

As vendas de imóveis usados no país atingiram 4,68 milhões em abril, mais do que o esperado pelo mercado (4,66 milhões). Em março, as vendas chegaram a 4,55 milhões. As ações da Home Depot caíram 1,97%, para US$ 23,33.

(Sérgio Toledo - InvestNews)