Bolsas da Ásia disparam com confiança nos EUA

REUTERS

HONG KONG - As bolsas de valores da Ásia avançaram ao maior nível em sete meses nesta quarta-feira e os preços do petróleo rondaram pico mais alto desde de novembro depois que um salto na confiança do consumidor dos Estados Unidos reforçou visão de que a economia global ensaia uma recuperação, ainda que frágil.

As expectativas de uma retomada da economia mundial conseguiram até minimizar as tensões geopolíticas provocadas pelas tensões geradas por ameaças da Coréia do Norte de atacar o Sul depois que Seul se aliou a um esforço liderado pelos EUA para averiguação de embarcações suspeitas de transportarem equipamentos para a produção de armas de destruição em massa.

A bolsa de SEUL recuou 0,7 por cento e o won ficou sob pressão depois da ameaça do Norte, que enfrenta sanções internacionais por conduzir um teste nuclear na segunda-feira.

Temores de que os EUA possam perder classificação de crédito "AAA", que abalou mercados na semana passada, também pareceram pesar sobre o otimismo de recuperação global.

- Há uma idéia consistente de que o pior já está atrás de nós - disse um economista sênior da RBC Capital Markets, em Sydney.

O índice MSCI que reúne bolsas da Ásia com exceção do Japão operava em alta de 2,37 por cento às 7h32 (horário de Brasília), a 314,71 pontos. Mais cedo, o índice atingiu o maior nível intradia desde outubro, quando os mercados tombaram na onda do colapso do Lehman Brothers.

A bolsa de TÓQUIO subiu 1,37 por cento, superando a média diária dos últimos 200 dias a 9.438 pontos. Ações de companhias exportadoras dispararam com o relatório de aumento da confiança do consumidor dos EUA.

Mas o movimento foi contido por preocupação de que o colapso da General Motors está próximo depois que um prazo para seus credores aceitarem um acordo de troca de parte da dívida passou sem que houvesse um entendimento.

A bolsa de HONG KONG disparou 5,26 por cento e em TAIWAN houve valorização de 3,1 por cento.

Ações dos setores de energia, consumo e financeiro lideraram os ganhos desta quarta-feira, como tem ocorrido desde o começo do rali de 49 por cento no índice MSCI que exclui o Japão no início de março.

XANGAI subiu 1,71 por cento, CINGAPURA teve ganho de 3 por cento e SYDNEY teve valorização de 0,34 por cento.