Telecom Italia nega plano de fusão com Telefónica

REUTERS

MILÃO - A Telecom Italia negou neste sábado reportagem divulgada pelo Corriere della Sera que dizia que a administração da companhia discutiu com dois grandes investidores a possibilidade de fusão com a espanhola Telefónica.

A Telecom Italia teve na segunda-feira reuniões em separado com diretores dos bancos Intesa Sanpaola e Mediobanca, que têm cada um o equivalente a 10,6% da ações da Telco, o maior acionista da Telecom Italia, informou o jornal.

Em comunicado, a Telecom Italia informou que "não existe qualquer plano de fusão entre Telecom Italia e Telefónica". A Telco detém 24% da Telecom Italia. A Telefónica é dona de 42,3% da Telco.

Pelos planos da operadora italiana, a Telefónica seria responsável pelas operações combinadas de ambas as empresas na América Latina, enquanto a Telecom Italia cuidaria das operações na Europa e no norte da África, segundo o diário.

A transação deixaria os acionistas espanhois com 65% das ações do conglomerado, enquanto os italianos ficariam com 35%, diz a reportagem.

Os bancos Mediobanca e Intesa receberam a proposta com frieza, mas não foram hostis, em parte porque os espanhois já tinham sido informados sobre essa possibilidade, afirmou o Corriere della Sera.