Projeto da Lanxess pode reduzir 20% o preço de carros

SÃO PAULO, 5 de maio de 2009 - A Lanxess está lançando no Brasil, durante a 12º Brasilplast, um projeto que visa substituir entre 40% e 50% do peso frontal de automóveis, por peças produzidas em polietileno. De acordo com o gerente de Negócios da companhia para as Américas, Andreas M. Scheurell, a substituição poderá gerar uma redução de até 20% no preço final destes automóveis. "O projeto já é aplicado em 60 modelos de carros em todo mundo", disse Scheurell, ressaltando que tratam-se de modelos de primeira linha, como das marcas BMW e Mercedes Bens. "Apesar de ser um projeto para baixar custos, ainda é uma tecnologia nova, presente em montadoras de ponta", destacou.

Segundo Scheurell, ainda não há negociações para a aplicação do projeto no Brasil. Mas a expectativa é de que até o final de 2009 estejam sendo produzidos carros no País com a nova porcentagem de polietileno.

Scheurell acrescentou que o uso da resina torna a produção de carros mais simples e rápida. "É muito mais fácil moldar uma peça em resina plástica. Muitas vezes é até possível substituir várias peças que seriam produzidas separadamente em ferro, por uma única em plástico, já que é possível moldá-la de diferentes maneiras."

Além disso, segundo ele, o carro se torna mais seguro. "O material produzido em polietileno tem 60% de fibra de vidro. É muito resistente", ressaltou.

O executivo também destacou que o maior uso da resina em peças do carro torna o veículo mais leve. "Além de tudo, o veículo consome menos combustível, já que seu peso é reduzido."

Ele acrescentou que o setor automotivo brasileiro é um mercado com grande espaço para expansão do uso de resina plástica. "Nos Estados Unidos e países da Europa, cerca de 25% do peso total do veículo é constituído de resina plástica. No Brasil, esta participação é de 10%", disse.

Scheurell considerou ainda que a indústria automotiva brasileira "não passa por crise. "Trata-se de uma produção para o mercado interno. E, aqui, não há crise no setor", afirmou, completando que a grande aposta da Lanxess para a unidade de plásticos, em 2009, é o setor automotivo.

A Brasilplast 2009, que acontece entre os dias 4 e 8 de maio, é a quinta maior feira do mundo para o setor.

(Carina Urbanin - InvestNews)