Itaú Unibanco lucra R$ 2 bilhões no 1º tri

SÃO PAULO, 5 de maio de 2009 - O Itaú Unibanco Holding (ITAU3, ITAU4) apresentou lucro líquido de R$ 2,015 bilhões no primeiro trimestre de 2009, com rentabilidade anualizada de 18,2% sobre o patrimônio líquido médio (27,1% no primeiro trimestre de 2008). O resultado representa declínio de 27,6% em relação aos R$ 2,719 bilhões (pro forma) reportados na mesma época de 2008.

O lucro líquido recorrente foi de R$ 2,6 bilhões, com rentabilidade anualizada de 23,1%. O patrimônio líquido consolidado atingiu R$ 45 bilhões em 31 de março de 2009. O Índice de Basileia ao final do período foi de 16,5%, com base no consolidado econômico-financeiro.

Por ação, o resultado representou R$ 0,49 entre janeiro e março de 2009, 27,9% a menos que os R$ 0,68 por ação registrados um ano antes.

Já o resultado operacional nos primeiros três meses do ano foi 27,4% maior que no mesmo período do ano anterior, passando de R$ 2,923 bilhões para R$ 3,726 bilhões.

Os ativos consolidados do Itaú Unibanco atingiram R$ 618,9 bilhões ao final de março de 2009. A carteira de crédito, incluindo avais e fianças atingiu R$ 272,7 bilhões, com crescimento de 25,1% quando comparada a 31 de março de 2008. No Brasil, a carteira de crédito livre, pessoa física atingiu R$ 94,5 bilhões. Por sua vez, o segmento de grandes empresas atingiu R$ 101,3 bilhões e o de micro, pequenas e médias empresas atingiu R$ 51,6 bilhões.

Segundo o Itaú Unibanco, foi observado um maior efeito da crise sobre vários setores da atividade, comprometendo a demanda e a renda de diversos agentes econômicos. "Assim, mantivemos uma política de maior seletividade na concessão de empréstimos e financiamentos, privilegiando as operações que apresentam melhor qualidade de risco", mostra comunicado.

(PD - InvestNews)