Preço dos alimentos recua na última semana

SÃO PAULO, 4 de maio de 2009 - A retração dos preços de alimentos in natura contribuiu para uma queda na inflação ao consumidor medida na última semana pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). De acordo com a entidade, o Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) registrou alta de 0,47% em 30 de abril, o que representa uma redução de 0,11 ponto percentual em relação à coleta anterior.

Segundo a FGV, a principal contribuição para o recuo do IPC-S partiu do grupo alimentação (1,12% para 0,64%), já que dos 21 itens componentes desta classe de despesa, 15 tiveram decréscimo com destaque para Frutas (4,36% para 1,03%) e Hortaliças e Legumes (5,12% para 4,47%).

O grupo Habitação também caiu (0,33% para 0,28%) puxado por gastos com Empregados Domésticos (1,41% para 0,86%) e Eletrodomésticos (-0,11% para -0,87%). A taxa do grupo Educação, Leitura e Recreação manteve deflação de 0,19%.

Em contrapartida, houve aumento nos grupos Despesas Diversas (1,81% para 2,43%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,85% para 0,99%), Vestuário (0,44% para 0,49%) e Transportes (-0,17% para -0,14%), que foram influenciados por Cigarros (5,24% para 7,48%), Medicamentos em Geral (1,65% para 2,71%), Calçados (-0,73% para -0,16%) e Seguro Facultativo para Veículo (0,32% para -1,63%).

(Vanessa Stecanella - InvestNews)