Fitch afirma classificação da Suzano

SÃO PAULO, 4 de maio de 2009 - A agência de classificação Fitch Ratings afirmou hoje o rating em escala nacional "AA-(bra)" da Suzano Papel e Celulose. A Fitch também afirmou o rating "AA-(bra)" da sua terceira emissão de debêntures, com vencimento em 2014 e 2019. A perspectiva do rating corporativo é estável.

De acordo com a Fitch, os ratings de crédito da Suzano se baseiam na posição de liderança da empresa nos mercados brasileiros de papel para imprimir e escrever e de papelão. "Refletem, também, a força das operações de celulose branqueada de eucalipto (BEKP) da Suzano. Foi considerada, ainda, a ampla base florestal da companhia, que assegura sua competitiva estrutura de custos de produção, no futuro, e proporciona oportunidades de crescimento orgânico à empresa", relatou o documento da agência de classificação.

A Fitch afirma ainda que a Suzano desfruta de uma das menores estruturas de custos de produção do mundo, a exemplo de outros produtores brasileiros de celulose de madeira. "Isto permite que a empresa gere fluxos de caixa positivos durante as baixas do ciclo do papel e celulose", mostrou o relatório.

Segundo a agência de classificação, a vantagem competitiva da Suzano é considerada sustentável, porque sua estrutura de custos é baixa, em função do acesso a fibra barata, extraída de suas plantações de eucalipto; da mão-de-obra de baixo custo; e da energia também a preços menores.

(Redação - InvestNews)