Comissão piora projeção do PIB para queda de 4%

SÃO PAULO, 4 de maio de 2009 - A Comissão Europeia reduziu drasticamente a projeção para o desempenho da economia da União Europeia e da zona do euro em 2009. De acordo com relatório publicado hoje, o Produto Interno Bruto (PIB) de ambas as regiões deverá recuar 4%, o que representa uma revisão para baixo de 2 pontos percentuais ante a projeção realizada em janeiro.

Os economistas esperam que o PIB volte a se estabilizar em 2010 com uma recuperação gradual amparada na melhora das condições financeiras, maior demanda externa, e políticas macroeconômicas expansivas. A inflação deve continuar a desacelerar, adentrando ao campo negativo por alguns meses, enquanto o desemprego cresce e o déficit de orçamento e dívida avançam.

A expectativa é de que o PIB global recue 1,5% em 2009, desempenho puxado para baixo principalmente pelas economias desenvolvidas. A economia norte-americana deve cair 3% e, a japonesa, 5,25%. "Apesar de a China parecer estar em uma posição relativamente boa para enfrentar a recessão global tendo em vista o arsenal disponível pela política monetária, esperamos que a economia desacelere fortemente para 6%", mostra o comunicado.

As políticas de incentivo econômico em todo o mundo devem levar a uma recuperação do crescimento do PIB global para algo em torno de 2% em 2010, projeta a Comissão.

(Gustavo Kahil - InvestNews)