Ásia cria fundo emergencial de US$ 120 bilhões

SÃO PAULO, 4 de maio de 2009 - A Associação das Nações do Sudeste Asiático, juntamente com o Japão, China e Coréia do Sul, criaram um fundo de US$ 120 bilhões para ajudar a reanimar a confiança dos investidores na economia de toda a região e em uma iniciativa contra a pior crise financeira desde a segunda guerra mundial.

Será criada uma unidade de vigilância que irá identificar os riscos para a região e prestar supervisão do fundo. O Japão contribuirá com US$ 38,4 bilhões para o fundo e ofereceu US$ 60 bilhões de swap em ienes separadamente para ajudar os seus vizinhos asiáticos.

China e Hong Kong em conjunto irão adicionar mais US $ 38,4 bilhões para o fundo, sendo organizadas em nove anos de um quadro conhecido como a Iniciativa Chiang Mai. A contribuição da Coréia do Sul será de R $ 19,2 bilhões.

As nações do Sudeste Asiático entrarão com 20% do montante total. Tailândia, Indonésia, Malásia e Singapura, as quatro maiores economias do sudeste asiático, contribuirão cada uma com US$ 4,77 bilhões, e as Filipinas fornecerá US$ 3,68 bilhões.

O fundo foi anunciado durante a reunião anual do Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD), realizado até o próximo 5 de maio na ilha indonésia de Bali, servirá para ajudar as nações cujos sistemas ameacem colapsar devido à crise.

(Redação com agências internacionais - InvestNews)