Cinema, um campeão de audiência em plena crise

Neila Baldi, Jornal do Brasil

SÃO PAULO - O bom desempenho com a venda de ingressos de cinema no primeiro trimestre, aliado à grande esperança de resultados com filmes que serão lançados ao longo do ano, levam profissionais do setor a imaginar que 2009 possa se tornar um campeão de bilheteria na história recente do mercado brasileiro. A projeção animadora pode reforçar uma tendência, já percebida nos últimos anos, de uso do cinema como meio para veiculação de publicidade e arena para ações de marketing.

Como demonstram dados do Projeto Inter-Meios, o setor cinematográfico foi a terceira mídia com maior crescimento publicitário em 2008. Alcançou faturamento de R$ 88 milhões, uma expansão de 17%, similar à do rádio e atrás apenas de TV paga (25%) e internet (44%). Se a boa frequência de público nas salas estimular agências de publicidade e anunciantes, o setor pode ter outro ano com crescimento de verba de marketing e comunicação.

Entre janeiro e março, 27,9 milhões de pessoas frequentaram as salas de cinema. O número é 25,8% maior que o registrado no mesmo período de 2008. O número impressiona, mas é preciso observar que o desempenho foi motivado principalmente por um só filme e nacional. Se eu fosse você 2, produzido pela Total Entertainment, levou 6 milhões de espectadores ao cinema desde o lançamento, em janeiro.