Presidente da Fiat prevê acordo com Opel

REUTERS

MILÃO - O próximo projeto da montadora italiana Fiat é um acordo com a alemã Opel, após uma aliança com a norte-americana Chrysler, disse o presidente-executivo da Fiat em uma entrevista publicada nesta sexta-feira.

Sergio Marchionne afirmou ao jornal La Stampa que a Fiat também continua comprometida com a Itália, mas precisa trabalhar junto ao governo e a sindicatos em 'problemas estruturais'. - Agora nós temos que nos concentrar na Opel. Eles são nossos parceiros perfeitos - disse Marchionne, que apareceu como um possível interessado na unidade alemã da General Motors.

Na quinta-feira, a Fiat fechou um acordo com a Chrysler, a menor das três grandes montadoras de Detroit. A Fiat vai assumir uma participação inicial de 20% na Chrysler, que pediu concordata também na véspera.

- O objetivo é fortalecer a Fiat e dar à Chrysler uma chance de colocar ordem nas coisas - disse Marchionne. - Eu tenho que dizer que a situação do mercado nos ajudou muito. A crise norte-americana tornou isso uma possibilidade e criou condições favoráveis para nós - acrescentou.