Lula participa de 1a extração da camada pré-sal

SÃO PAULO, 30 de abril de 2009 - O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, acionará amanhã (1) o mecanismo que dará início à extração do primeiro óleo da camada pré-sal, no Campo de Tupi, na Bacia de Santos. O petróleo irá jorrar por dutos fabricados no país, a uma profundidade de 2.200 metros.

A solenidade simbólica, que marcará o início do Teste de Longa Duração (TLD) do Campo de Tupi, será realizada amanhã à tarde, na Marina da Glória. A inglesa Wellstream foi a vencedora da concorrência para fazer o fornecimento das primeiras linhas do TLD de Tupi, informou hoje o vice-presidente da companhia, Jessé Vasconcellos. Foram fabricados cerca de 13 quilômetros de dutos flexíveis, com diâmetros de quatro e seis polegadas.

A empresa já fornece linhas para a Petrobras há dez anos. A fábrica brasileira foi inaugurada em maio de 2007, na Ilha da Conceição, em Niterói (RJ). ´Nós abrimos a operação no Brasil com uma capacidade de fabricação de 150 quilômetros por ano de linhas flexíveis. E, em abril deste ano, nós aumentamos a capacidade para 270 km/ano. Isso, basicamente, para atender à demanda do mercado interno, quer seja da Petrobras, quer seja de outras operadoras independentes´, disse.

O contrato da empresa com a Petrobras é de US$ 1,1 bilhão, para fornecimento de 880 quilômetros de tubos flexíveis e acessórios entre os anos de 2009 e 2012. A produção dos dutos no Brasil representa economia para a Petrobras e as demais operadoras, principalmente no que se refere à questão do conteúdo nacional e à redução em custo de frete.

Vasconcellos explicou que as linhas flexíveis são transportadas por mar, em bobinas de 9 metros, com 250 toneladas. A fábrica da Wellstream, que possui também um terminal portuário de uso misto privado, licenciado pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), permite receber os navios instaladores diretamente. ´Isso desonera o frete das linhas para a Petrobras e as outras operadoras.´

O frete está atualmente em torno de US$ 50 mil por bobina. ´É uma economia real, além da flexibilidade, conteúdo nacional e geração de empregos´, afirmou. A fábrica da Wellstream em Niterói gerou 1.000 empregos diretos e cerca de 3.000 indiretos. Vasconcellos disse que 80% da matéria-prima utilizada pela empresa no Brasil deverão ser nacionais.

As informações são da Agência Brasil.

(Redação - InvestNews)