Indicador de evolução da indústria é o mais baixo em 10 anos

REUTERS

BRASÍLIA - Indicador de evolução da produção industrial apurado pela Confederação Nacional da Indústria atingiu no primeiro trimestre o menor patamar em 10 anos, indicando queda da produção, mostraram dados divulgados nesta quarta-feira.

O indicador ficou em 36,1 pontos, menor indicador da série desde 1999 e 4,7 pontos abaixo do registrado no trimestre anterior. Números abaixo de 50 pontos indicam contração da produção e a média histórica para o indicador é de 51,6 pontos

Em consonância com a retração da produção, a pesquisa da CNI também apontou queda na evolução do número de empregados (39,2 pontos). O uso da capacidade instalada da indústria caiu para 68 por cento, frente a 74 por cento no trimestre anterior.

Quando questionados sobre os principais problemas enfrentados pelo setor, os industriais mantiveram como questão principal a carga tributária, mas a preocupação com a falta de demanda ganhou força, ficando em segundo lugar.

A falta da demanda foi citada como um dos três principais problemas por 56,4 por cento das pequenas empresas, 49,7 por cento das médias e 48,3 por cento das grandes. No trimestre anterior, esses percentuais eram de 39,5 por cento, 39,2 por cento e 44,9 por cento, respectivamente.

A sondagem industrial foi feita junto a 1.329 empresas entre os dias 1º e 27 de abril.