Gol não sente alterações com possível surto

SÃO PAULO, 29 de abril de 2009 - O presidente da GOL Linhas Aéreas, Constantino de Oliveira Junior, afirmou hoje que não percebeu ainda nenhuma reação de queda na demanda doméstica em função da gripe suína, que já afeta quatro continentes.

No entanto, o executivo ressalta que desde segunda-feira o único movimento percebido, e que mesmo assim não indica nada, foi de queda nas consultas para destinos para a América do Sul.

"Até agora nada mudou, ainda é muito cedo para analisar alguma coisa. Por enquanto estamos em estado de alerta", afirma o presidente da GOL.

(Déborah Costa - InvestNews)