Desembolsos do BNDES têm 1o trimestre recorde, com R$18,7 bi

REUTERS

RIO DE JANEIRO - Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no primeiro trimestre bateram recorde para o período, afirmou o presidente da instituição, Luciano Coutinho, nesta quarta-feira.

Os financiamentos atingiram 18,7 bilhões de reais, um crescimento de 13 por cento em relação ao mesmo período do ano passado.

- O primeiro trimestre costuma ser o mais fraco do ano por conta da sazonalidade, mas este foi recorde para o primeiro trimestre, apesar da situação não ser tão favorável para a economia como um todo - disse Coutinho a jornalistas.

- É cedo para dizer que a crise acabou, mas temos os primeiros sinais de que o pior ficou para trás - afirmou.

No primeiro trimestre, os desembolsos para o setor de infraestrutura cresceram 21 por cento e a indústria contou com avanço de 5 por cento, com 36,3 bilhões e 39,4 bilhões de reais, respectivamente.

Em meio à crise financeira global, os empréstimos providos pelo sistema bancário privado foram reduzidos. Com isso, o governo brasileiro reforçou os canais de financiamento público a empresas, como o BNDES.