Brasil pode testar patamares de juros mais baixos

SÃO PAULO, 29 de abril de 2009 - O corte da Selic, pela terceira vez consecutiva, vem de acordo com o consenso de mercado, avaliou Octavio Vaz, gestor de renda fixa da Global Equity. O Comitê de Política Monetária (Copom) reduziu há pouco a taxa básica de juros em 1 ponto percentual (p.p), para 10,25% ao ano, sem viés.

"Se a recuperação da economia mundial for mais lenta que o esperado, o Brasil terá espaço para testar patamares de juros mais baixos, sem colocar a perder todo o trabalho de estabilidade realizado antes", afirmou Vaz. O gestor de renda fixa ressalta ainda que não há preocupação com a inflação neste ano.

Segundo Vaz, como não há certeza sobre os eventos econômicos externos, é prematuro balizar o corte de juros sobre sinais de recuperação dos indicadores internos. Para o semestre, o gestor projeta que a Selic possa ficar entre 9,25% e 9,50%.

(Micheli Rueda - InvestNews)