Balanços corporativos impulsional índices europeus

SÃO PAULO, 29 de abril de 2009 - As bolsas europeias encerraram a quarta-feira com tendência positiva, refletindo os resultados dos balanços corporativos melhores do que o esperado pelo mercado. Além disso, a alta do indicador de sentimento econômico (ESI) na União Européia e na região da zona do euro também animou os investidores.

O CAC-40 da bolsa de Paris apresentou alta de 2,16%, para 3.116,94 pontos; em Frankfurt, o DAX subiu 2,11%, para 4.704,56 pontos; e em Londres, o FTSE-100 avançou 2,27%, para 4.189,59 pontos. Em Madri e Milão, os índices subiram 2,72% e 2,20%, respectivamente.

No âmbito corporativo, o banco espanhol Santander registrou lucro líquido de ? 2,096 bilhões (US$ 2,779 bilhões) entre janeiro e março deste ano, o que representa uma queda de 5% em relação ao primeiro trimestre de 2008. Apesar desse recuo, o resultado está acima das estimativas.

Por sua vez, a Siemens, maior companhia de engenharia do mundo, reportou um ganho acima do esperado depois de acelerar um programa de cortes de custos. O lucro líquido chegou a ? 1,013 bilhão (US$ 1,3 bilhão), número 146% maior do que os ? 412 milhões no segundo trimestre do ano fiscal de 2009, iniciado em outubro.

Já o lucro líquido do laboratório farmacêutico Sanofi-Aventis avançou 19% no primeiro trimestre de 2009, passando de ? 1,325 bilhão nos três primeiros meses de 2008, para ? 1,578 bilhão.

Os agentes de mercado repercutiram ainda o indicador de sentimento econômico (ESI) na União Europeia (UE) e na região da zona do euro, que subiu pela primeira vez em dois anos (salvo uma pequena alta na UE em março de 2008). Na União Europeia, o indicador cresceu 3,5 pontos, para 63,9 pontos. Na zona do euro, a alta foi de 2,5 pontos 67,2 pontos.

(Micheli Rueda - InvestNews)