Aumenta interesse italiano no mercado brasileiro

RIBEIRÃO PRETO (SP), 29 de abril de 2009 - O Brasil é um mercado potencial para as empresas italianas de máquinas e equipamentos agrícolas. "Os italianos tratam o Brasil como um País prioritário, já que tem uma riqueza agrícola muito grande", diz o analista de negócios do Instituto Italiano para o Comércio Exterior, Emili Pelizzon.

Há 10 deles participando da Agrishow, o Pavilhão Italiano neste ano conta com 19 empresas, das quais 11 participam pela primeira vez. "O interesse pelo Brasil é atual", diz Pelizzon. Estão presentes na feira empresas de peças e acessórios ´já que são competitivas no mercado brasileiro".

De acordo com o analista, as companhias italianas devem investir no período de crise, para que após o período de "turbulência" já tenham ganhado uma base de clientes no País.

Segundo Pelizzon, as expectativas dos italianos são boas. "Eles não vêm aqui para vender, mas para encontrar parceiros e distribuidores." O analista explica que o objetivo principal é conhecer o mercado brasileiro.

Já sobre a indústria italiana de máquinas se espera queda nas vendas para este ano. "Em 2009, essas empresas querem encontrar meios para retomar a produção em 2010."

A indústria italiana de máquinas para agricultura, jardinagem e terraplanagem, atingiu, em 2008, 1,8 milhão de toneladas produzidas, chegando a ? 13,1 bilhões, aumento de 4,4% em relação a 2007 e de 7,5% em valor.

(Sérgio Toledo - InvestNews)