Alimentos seguem em alta e aceleram inflação em SP

REUTERS

SÃO PAULO - A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da cidade de São Paulo acelerou ligeiramente, em linha com o esperado, refletindo um aumento maior dos custos de alimentos e uma redução na queda de vestuário. O indicador subiu 0,29% na terceira quadrissemana de março, seguindo a alta de 0,25% na segunda, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta quarta-feira.

A mediana e a média de previsões de 14 analistas ouvidos pela Reuters apontavam uma taxa de 0,28%.

Os preços do grupo Alimentação subiram 0,54%, ante avanço de 0,43% na leitura anterior. Os de Vestuário declinaram 0,11% na terceira quadrissemana, contra queda de 0,62% na segunda.

Já os custos de Transportes diminuíram a alta, para 0,14%, ante 0,24%.

O IPC mede a variação dos preços no município de São Paulo de famílias com renda até 20 salários mínimos.