Obama diz que situação da AIG piorou por falta de autoridade

Portal Terra

WASHINGTON - Em sua segunda entrevista coletiva desde que assumiu o caro, no início do ano, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, defendeu a proposta de mais poder ao Tesouro americano para assumir e fechar instituições financeiras com problemas. - É por causa da falta de autoridade que a situação da AIG piorou - disse ele.

O presidente disse que acredita no "forte apoio" da população e do Congresso ao seu pedido de novos poderes para regular as instituições financeiras afetadas pela crise.

- Penso que haverá um forte apoio do povo americano e do Congresso para termos esta autoridade - destacou Obama em entrevista coletiva na Casa Branca.

Nesta tarde, o Tesouro pediu mais poder para evitar a necessidade de futuros resgates a instituições financeiras não-bancárias, como o feito pelo governo no socorro à seguradora American International Group (AIG) com cerca de US$ 180 bilhões.

O presidente dos Estados Unidos disse em seu discurso que já vê "sinais de progresso" na situação econômica, mas pediu "paciência" ao povo americano diante da crise. Obama disse que seu governo desenha uma estratégia para atacar a crise em "todas as frentes".

- É uma estratégia para criar empregos, para ajudar os mutuários que são responsáveis, para reativar o crédito e para fazer nossa economia crescer a longo prazo. E já estamos vendo sinais de progresso - disse. - Vamos nos recuperar dessa recessão, mas levará tempo e precisamos ter paciência.

Com AFP