China propõe criação de moeda de reserva internacional estável

Agência AFP

PEQUIM - A China propõe no site do Banco Central do país a criação de uma moeda de reserva internacional estável para substituir o dólar, por considerar que a crise financeira exige uma reforma criativa do sistema monetário internacional.

A uma semana da reunião do G20 em Londres, o presidente do BC chinês, Zhou Xiaochuan, afirma que a crise mostrou as fragilidades inerentes do atual sistema monetário internacional.

A China também manifestou a necessidade de uma moeda de reserva internacional 'independente das nações individuais', de sua situação nacional, e capaz de manter-se estável a longo prazo.

Grande parte das reservas cambiais chinesas são em dólares e Pequim já expressou diversas vezes preocupação com o futuro das mesmas.

- A criação de uma nova moeda de reserva amplamente aceita poderia levar algum tempo - reconheceu Zhou, que sugeriu que os Direitos de Emissão Especiais possam ter o papel de "moeda de reserva supranacional".

Estes Direitos, que têm o valor atrelado a uma cesta de moedas, foram criados pelo Fundo Monetário Mundial (FMI) em 1969 como uma reserva mundial para completar as reservas dos países membros quando a oferta de ouro e dólares não era suficiente.

A reforma do sistema financeiro mundial centrará as discussões do G20 no dia 2 de abril em Londres.