Actminds fecha contrato com Press Ganey

SÃO PAULO, 24 de março de 2009 - O consórcio brasileiro de exportação de software Actminds fechou contrato de prestação de serviços de desenvolvimento de software com a norte-americana Press Ganey, empresa atuante no mercado de healthcare satisfaction.

O contrato fechado é o primeiro negócio do Actminds dentro do PSI SW, agora denominado Projeto Brazil IT, iniciativa da SOFTEX, com suporte financeiro e técnico da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), com o objetivo de promover empresas brasileiras de TI no mercado norte-americano.

A prestação de serviços será para desenvolvimento de software nas plataformas .Net e SharePoint. O projeto será conduzido pela parceria de duas empresas integrantes do consórcio, Programmer´s e Squadra Tecnologia.

De acordo com a Actminds, a oportunidade de negócio com a Press Ganey surgiu há cinco meses, durante participação com o Brazil-IT em uma feira internacional.

O presidente do Actminds e da MATERA Systems, Carlos Augusto Leite Netto, avaliou que neste momento de crise global, fechar um negócio por si só já é muito importante. "Além disso, estamos conseguindo gerar novos negócios para os novos integrantes do Actminds, como é o caso da Squadra Tecnologia, o que é fundamental para mostrar que o consórcio cumpre seu papel de apoiar empresas a exportarem", completou.

O contrato com a Press Ganey será o primeiro projeto internacional feito pela Squadra Tecnologia, que se associou recentemente ao Actminds.

Participam do consórcio Actminds as empresas BluePex, Ci&T, Fitec, HST, IPS, MATERA Systems, Prógonos, Programmer´s, SER, Tele Design, Compera nTime, Dextra Sistemas, Digital Assets, Equipe Sistemas, Ícaro Technologies, Inmetrics, KNBS, Luz Engenharia, Nextview Technologies, Procsys, Squadra, SST, I-Systems e Zilics.

Desde a sua criação, o Consórcio conta com o apoio integral da APEX-Brasil - Agência de Promoção de Exportações e Investimentos - em suas ações de marketing e vendas no mercado externo.

(Redação - InvestNews)